Ordens, Seitas e Legiões Infernais XIII – Agaros

Ordens, Seitas e Legiões Infernais é uma série de web-enhancements não-oficiais para o rpg Demônios: A Divina Comédia, criando, detalhando ou adaptando ordens, seitas e legiões do Inferno.

Na Cidade de Prata a casta de anjos Corpore são conhecidos por sua capacidade de viagem interplanar, sendo capazes de viajar entre Terra, Paradísia e Spiritum com poderosos riturais conhecidos e utilizados apenas por eles.

Entretanto o Inferno também tem sua fração de viajantes interplantes: as legiões de Agaros. Muito embora seus rituais de teletransporte não sejam tão poderosos, pois os rituais conhecidos pela maioria dos legionários só permite viagens dentro do Inferno e às regiões mais sombrias de Spiritum. Versões mais poderosas destes rituais que permitem inclusive viagens à Terra e Ark-a-nun só são possuídas pelos generais de Agoros, o criador original destes rituais.

Falando de Agaros, este anjo Obscuri Virtude caiu devido à sua incessante espionagem dos Corpore, tentando aprender e desvendar os mecanismos de seus rituais. Agaros foi eventualmente descoberto e caiu no Inferno, e uma vez lá passou a servir a Lúcifer e continuou a estudar viagens interplanares. Eventualmente Agaros criou um artefato capaz de manipular a tessitura planar e abrir portais interdimensionais, mas restritos para planos espirituais como Inferno e Spiritum. Estes portais poderiam ser inclusive alimentados com a energia astral proveniente das almas dos condenados. E apesar de ser possível abrir portais também para Terra e Ark-a-nun, eram necessários artefatos mais complexos e que dispendiam mais energia mística. Por causa disso e por questões estratégicas, apenas os comandantes do alto escalão das legiões de Agaros tinha acesso a estes rituais.

Atualmente as 31 legiões comandadas por Agaros servem como força de suporte de emergência, transportando-se num piscar de olhos para locais que necessitem reforço em batalhas contra os anjos e demais inimigos dos infernais. Esses transportes em massa de várias legiões simultaneamente são executados pelos comandantes de Agaros utilizando os artefatos criados por este. Estes artefatos são orbes aspecto vítreo do e cor vermelho-ferrugem quando estão dormentes, adquirindo um brilho azul-acinzentado semelhante a uma aura fantasmagórica quando estão em funcionamento. Tais orbes projetam uma energia da mesma cor em portais grandes o suficiente para permitir a passagem de dezenas de demônios lado a lado.

Há uma versão em miniatura destes orbes carregados por legionários mais experientes, pequenos o suficiente para caber num pingente que é carregado pelos legionários como um colar. Para utilizar estes orbes é necessário ter acessa a um dos vários portais criados por Agaros nos Círculos do Inferno. Os portais não são guardados, mas quando se viaja por eles, um glifo representando cada demônio que passou por ali é guardado e só pode ser visto por Agares e aqueles delegados por eles. Qualquer deslize e já saberão a quem punir.

Aprimoramento Progressivo

3 pontos: O demônio tem acesso a um colar que permite a ele viajar pelos portais infernais dentro do Inferno e para as regiões mais baixas de Spiritum.

4 pontos: O colar do demônio permite agora que ele viaje também para outras regiões de Spiritum, como Arcádia.

5 pontos: Neste nível o demônio tem acesso a um orbe menor que permite viajar pelos portais até o plano físico de Ark-a-nun. Esse orbe menor só é concedido a demônios com várias décadas a serviço de Agaros.

6 pontos: Agora o demônio tem acesso a um orbe que o permite viajar até a Terra. Só deve ser concedido a um demônio com pelo menos um século de serviço na legião.